IoT será uma questão de vida ou morte para os Profissionais de Segurança - PKI Consulting
16815
post-template-default,single,single-post,postid-16815,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-0.0.1,qode-theme-ver-6.9,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

IoT será uma questão de vida ou morte para os Profissionais de Segurança

22 out IoT será uma questão de vida ou morte para os Profissionais de Segurança

Gartner afirma que o avanço da IoT  – Internet das Coisas fará a transição do mainframe para a plataforma baixa parecer brincadeira de criança

A Internet das Coisas (IoT) carrega um significado distinto para cada pessoa. Porém, para os profissionais de segurança, o conceito assumirá tons assustadores.

Será uma questão de vida ou morte”, avalia Christian Byrnes, analista do Gartner, ao projetar o cenário além de 2020.

Já vivemos na eminência de um mundo onde tudo será interconectado. Para o especialista, esse simples fato indica que os perigos da IoT não devem ser subestimados.

Na sua visão, uma coisa é um hacker invadir e derrubar sistemas ou roubar dados. Mas, o que acontece quando o alvo é um aparelho médico que mantém um paciente respirando? São infinitas as possibilidades de criarmos aqui cenários apocalípticos.

E em muitas indústrias, a vida humana vai estar posta em risco”, projeta Byrnes.

“Imagine que a sua empresa poderá matar uma pessoa por conta de proteção fraca”, adiciona. Qual é o papel do profissional de segurança nesses casos?

A abordagem daqui para frente será totalmente diferente do que vimos até agora. A partir do momento que todo equipamento ganha inteligência e passa a conversar com o ambiente, a segurança física precisará se unir à digital, que atualmente (e na maioria dos casos) encontra-se sob a responsabilidade dos departamentos de TI.

O especialista afirma que a IoT trará uma carga extra sobre os ombros dos profissionais encarregados pelas medidas de proteção. Ele reforça que já chegou o momento desses profissionais começarem a se preparar para esse contexto.

Byrnes afirma que mudança que se desenha configura-se no maior desafio já enfrentado pelo departamento de TI. Lidar com a IoT faz a transição do mainframe para a plataforma baixa parecer brincadeira de criança”, compara.

Fonte: http://computerworld.com.br

No Comments

Post A Comment